Arquivo da categoria: Dicas de viagem

Parque Estadual de Vila Velha

Localizado na cidade de Ponta Grossa a 117 km da capital paranaense, está o Parque Estadual de Vila Velha. Esta Unidade de Conservação é composta por três principais elementos: Arenitos, que são formações rochosas que apresentam formas variadas, como: a taça, o camelo, entre outras; Furnas, que se caracterizam por grandes crateras com vegetação exuberante e água no seu interior (lençol subterrâneo) e Lagoa Dourada. Nós da Iniciativa Aventureiros fomos conferir mais essa beleza do sul do nosso país!

Saímos com destino ao Parque bem cedo, e as 8h30m chegamos. O acesso é fácil, existem várias placas de indicação da entrada do parque.  Os valores dos ingressos são bem acessíveis:

– Brasileiros:        R$ 18,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
                            R$ 8,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
                            R$ 10,00 (Arenitos)
– Estrangeiros:    R$ 25,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
                            R$ 10,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
                            R$ 15,00 (Arenitos)

Lembrando que se você é estudante, terá 50% de desconto apresentando a carteirinha.

O horário de funcionamento do parque é das 08h30m às 15h30m diariamente, mas atenção, as terças-feiras o parque é fechado para manutenções. Para mais informações, entre em contato pelo fone: (0** 42) 3228-1138 ou pelo e-mail: agendamento@paranaprojetos.pr.gov.br .

Os passeios são divididos em Lagoa dourada e Furnas e Arenitos, ambos podem ser feitos dentro de uma hora e meia cada. Iniciamos o tour guiado pela lagoa dourada e furnas. O transporte até os atrativos é feito por ônibus com ar condicionado e guia.

Nossa Primeira parada foi na lagoa dourada. A lagoa tem esse nome porque fica dourada com o por do sol, uma ironia na minha humilde opnião, pois o parque fecha as 15h30, impedindo o visitante de conferir esse espetáculo da natureza. A trilha em meio a mata preservada é de encher os olhos. É possível ter um contato direto com natureza:

Após 15 minutos de trilha, seguimos então para as furnas. Esses poços naturais enormes, segundo nossa guia são formados durante milhões de anos, com a infiltração da água da chuva por micro poros causando a erosão das pedras e então o desmoronamento formando as lagoas. São ao todo mais de 8 furnas espalhadas pelo parque, mas a visita é feita apenas em 2 delas. A profundidade ultrapassa os 100 metros.

Até 2001, funcionava um elevador que levava o visitante até o lago, infelizmente para nós e para os futuros visitantes, essa experiência magnífica não pode mais ser sentida. A estrutura do elevador ainda está lá, mas muito precária, para quem tem medo de altura como eu, é um desafio  tanto chegar na borda e olhar para baixo, por isso os créditos da primeira foto acima são da Nicolly.

Abaixo a estrutura do elevador instalado no anos 80, e agora abandonado:

DSC00061

Encerrando o primeiro passeio, fomos até a entrada do parque, e de lá partimos em direção aos arenitos. Diferente do passeios das furnas, esse não tem guia o visitante tem mais liberdade de caminhar em meio aos arenitos. O total da trilha é de 2,7 km de caminhada.

Meio dia em ponto encerramos o passeio, e fomos almoçar. Na saída do parque a direita da rodovia, encontramos uma churrascaria ótima: Girelli’s, e acredite se quiser, mas pagamos apenas R$ 21,00 por um excelente espeto corrido.

Após almoçar, seguimos em direção ao Buraco do Padre, pegamos um desvio de 8 km de estrada de chão, porém bem conservada e trafegável. A entrada custa R$ 10,00 e R$ 5,00 para estudantes e o horário de funcionamento é das 9h às 17h de quartas-feiras a domingos, e é aberto também em feriados. O nome do local está ligado à história dos Padres Jesuítas que lá meditavam. O Buraco do Padre é uma furna que apresenta em seu interior uma imponente cascata de 30m, formada pelo Rio Quebra Perna. Trata-se de uma espécie de anfiteatro subterrâneo. Para acesso à furna é necessário percorrer uma trilha de 1km a pé com presença de obstáculos naturais. O acesso é fácil, mas pessoas com mobilidade limitada podem ter dificuldade em subir nas pedras.

E como sempre temos muita sorte, não haviam muitos turistas no local, pudemos curtir a atração com no máximo 8 pessoas, e quando estávamos saindo chegaram aproximadamente 30 pessoas.

Após a visita, paramos numa fazenda especializada em amoras na saída do parque. Servem diversos pratos com base em amora, ma delícia por sinal e com preço bem acessível. Tomamos um café delicioso e seguimos então para a cidade de Curitiba e então retornamos para casa.

DSC00226
Entrada da Fazenda

O custo da viagem foi relativamente baixo por ser um roteiro curto e de apenas um dia. Gastamos entre gasolina e pedágios R$ 260,00 entradas para os atrativos R$ 112,00 e alimentação média R$ 240,00, totalizando R$ 612,00 ou R$ 153,00 por pessoa.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page no Facebook: Iniciativa Aventureiros

Anúncios

La Expedición #Custos da viagem

Chegou a hora de falar de umas das partes que mais preocupam os viajantes. O custo da viagem!!! Após inúmeras perguntas de “Quanto gastaram nessa viagem” aqui vai o post com o descritivo de nossas despesas.

Como sempre, o planejamento e organização fazem parte da Iniciativa Aventureiros. E com a data da viagem marcada, fomos até a fronteira de Bernardo de Irigoyen na Argentina aproximadamente 3 meses antes da viagem para fazermos o câmbio de moeda, já que a cotação estava favorável e com a crise que começou afetar o país, tínhamos que tomar alguma atitude. Na época trocamos pouco mais da metade da quantia que seria necessária por pessoa. O câmbio saiu por 0,255 algo como 4 pesos para 1 real (excelente câmbio já que a cotação oficial da época era 0,39). Com boa parte dos pesos na mão, era somente esperar a data da viagem, trocar mais alguns pesos por garantia e pé na estrada.

Um dos custos pré-viagem foi a aquisição da carta verde, seguro que é uma das Exigências para rodar nos países vizinhos. O custo com nossa corretora foi de US$ 42,19 ou R$ 166,00.

tarjeta-verde
Carta Verde

 

Todos os nossos hotéis foram reservados antecipadamente pelo www.booking.com fazendo com que o preço ficasse mais em conta. Para ver os valores por hotel basta clicar aqui. O Valor total das hospedagens foi de R$ 782,00.

Com estradas em perfeito estado, o único país onde pagamos pedágios nessa viagem foi a Argentina. O pedágio mais caro pagamos P$ 8,00 equivalente a R$ 2,00. O custo total de todos os pedágios da viagem foi de R$ 22,00.

78764w620h450c
Posto de pedágio na província del Chaco

O valor do combustível tanto no Brasil, na Argentina e no Chile é bem parecido, a diferença é de no máximo 12 centavos. Foram utilizados aproximadamente 440 litros de gasolina durante a viagem e o custo total de combustível foi de R$ 1740,00.

DSC01382
Posto Copec em San Pedro de Atacama

Por fim o custo dos passeios. Como não contratamos agência em San Pedro de Atacama, economizamos uma ótima grana, tendo que pagar somente as entradas das reservas nacionais. Para facilitar, já vou descrever os valores todos em reais com base na cotação que fizemos no dia de nossa viagem.

Passeios:

  • Entrada Cataratas do Iguaçu: R$ 33,30;
  • Entrada Parque das Aves (Foz do Iguaçu): R$ 28,00;
  • Passeio da Caravana de lhamas com lanche (Tilcara): R$ 62,50;
  • Entrada Valle de la Luna e Valle de la Muerte (San Pedro): R$ 17,50;
  • Entrada Geysers El Tatio (San Pedro): R$30,00;
  • Entrada Termas Puritama (San Pedro): R$ 88,00;
  • Entrada Pukara de Quitor (San Pedro): R$ 17,50;
  • Total dos passeios pagos: R$ 276,80 por pessoa.

Estacionamentos:

Durante nossa viagem, tivemos que pagar estacionamento somente em Foz do Iguaçu. O valor total foi de R$ 64,00.

Custos a Dividir:

  • Carta Verde: R$ 166,00
  • Hospedagens: R$ 782,00
  • Pedágios: R$ 22,00
  • Combustível: R$ 1740,00
  • Pneus (por conta do imprevisto no deserto) R$ 450,00
  • Estacionamentos: R$ 64,00
  • Total custos a dividir: R$ 3224,00 ou R$ 806,00 por pessoa.

Custos individuais:

  • Alimentação média: R$ 720,00
  • Passeios: R$ 276,80

VALOR TOTAL GASTO POR PESSOA: R$ 1.802,80

E aí achou muito? Lembrando que foram 12 dias de viagem, 4 países e mais de 5600 km rodados. Nesse valor claro que não estão inclusos os custos com lembrancinhas e souvenires, mas o valor não sobe muito. Viajar é possível, basta se programar e juntar uma “graninha”.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page: Iniciativa Aventureiros

La Expedición 28/12/2015 – Parque das Aves

No dia 28/12 após a visita as Cataratas do Iguaçu, havíamos programado para conhecer o Parque das Aves. Saímos do estacionamento das Cataratas e fomos em busca do Parque das aves. Um erro! O Parque das Aves está localizado a menos de 600 metros da entrada Parque Nacional do Iguaçu, assim tivemos que pagar mais um estacionamento. “Tá” certo, não foi nenhuma fortuna, somente R$ 15,00 a mais, mas fica a dica pra quem vai, os dois passeios podem ser feitos em menos de 4 horas e são muito próximos, escolha um estacionamento e vá andando, assim economiza uma “graninha”.

Chegamos na bilheteria eram aproximadamente 11 horas da manhã,compramos os bilhetes (R$ 30,00 para brasileiros e R$ 15,00 para estudante), e entramos no parque. E que experiência magnifica hein? O Parque das Aves de Foz do Iguaçu é o maior viveiro do mundo especializado em araras, com mais de 1100 animais e mais de 140 espécies, realmente um show!

Segundo os dados passados pelo guia entregue na entrada do parque, cerca de 50% das aves do parque foram resgatadas de maus tratos e do tráfico, e 43 % nasceram no parque.

Além de aves uma variedade enorme de aves, o parque também conta com vários répteis e alguns mamíferos.

O passeio dura em torno de 1 hora e 30 minutos por uma trilha em meio a mata atlântica. Em alguns pontos é possível entrar em contato direto com os animais, em viveiros gigantes onde eles ficam soltos.

Entre as mais de 140 espécies que podem ser encontradas no parque, existem Corujas, Araras, Casuares, Papagaios, Ararajubas, Emas, Urubus, Iguanas, Jacutingas, Saguis, Mutuns, Tachãs, Periquitos, Flamingos, Sucuris, Faisões e muitos mais.

No Final da trilha há um restaurante onde se pode comer. Almoçamos por ali mesmo e saímos em direção a Puerto Iguazu na Argentina onde faríamos o câmbio necessário para a continuidade da viagem.

Para mais informações acesse o Site Oficial do Parque das Aves.

By: Izac Chapiewski

Curta Nossa Page: Iniciativa Aventureiros

La Expedición 27/12/2015

Se aproximávamos do tão esperado dia 28/12 no qual iriamos partir rumo a maior aventura de nossas vidas!!! Tudo pronto, malas prontas, quando recebo uma ligação do Douglas me convidando para sairmos um dia antes, já no dia 27/12. É claro que eu topei na hora! Afinal já estava super ansioso e contando as horas pra que chega-se logo o  dia 28.

10437687_771145456347792_1489604865825636055_n
Malas Prontas

Eram 16 horas em ponto quando todos fizemos uma breve oração para pedir proteção durante a viagem, afinal não é todo dia que se tem uma rota de aproximadamente 5400 km, e seguir até o primeiro destino: Foz do Iguaçu!

10296926_778728252252963_2002604121601747034_n
La Expedición

Resolvemos ir por dentro da Argentina e assim cortar 80 km e fugir dos pedágios da BR 277 no Paraná. Apesar de serem só dois, os valores são respectivamente de R$ 9,80 e R$ 14,90 (R$ 25,00 em dois pedágios só aqui no Brasil mesmo, mas o valor dos pedágios na Argentina comento em outro post). Chegamos na Fronteira de Bernardo de Irigoyen às 20h30m, fizemos toda a papelada de imigração e saímos rumo à Puerto Iguazu. Não “peraí”. Ainda não tínhamos saído sabe porque? A Cidade é pequena e o GPS deu uma “loquiada” legal e não encontrava a rota de acesso para Puerto Iguazu.

DSC_0639
Fronteira de Bernardo de Irigoyen

Para nossa sorte, encontramos um carro da polícia e fizemos sinal. Fui correndo até eles e pedi como chegar até a rota 101. Estavam em quatro no carro, todos sorriram e falaram “Puede seguir nosostros”. UFAA!! Nos deixaram na rota 101, e então seguimos até Puerto Iguazu.

Pegamos muita chuva na estrada, e por volta das 23 horas chegamos em Foz do iguaçu. Fomos ao Itaipu Hotel onde ficaríamos por duas noites e no dia seguinte a programação estava super cheia, mas os detalhes ficam pro próximo post.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa page: Iniciativa Aventureiros

#Aventureiros #Quemsomosnós

A Iniciativa Aventureiros ainda é jovem, eu diria um bebê. Lançamos a ideia em janeiro/15, após eu realizar uma viagem à Foz do Iguaçu para conhecer uma das sete maravilhas do mundo, as Cataratas do Iguaçu!!! Confira essa aventura clicando aqui.

QUEM SÃO OS AVENTUREIROS?

20170320_111640

Izac Chapiewski, 25 anos, Profissional de Recursos Humanos.

E agora? Onde vou encontrar parceiros fiéis para viajar e explorar as maravilhas de nosso continente? Confesso que busquei, insisti e ouvi muitos “NÃO”. Até que minha parceira mais fiel, amiga-irmã topou o desafio de entrar de cabeça nessas aventuras.O nome dela??

11136721_873404609414171_4856541728953063574_n

Nicolly Cury, 20 anos, estudante de psicologia.

Que tal acrescentar um casal aventura? Encontramos eles:

maragogi (foto 4)

Douglas e Priscila Ramos, Casados, ele policial rodoviário, ela fisioterapeuta.

ESCOLHA DO PRIMEIRO DESTINO

Após longos dias estudando rotas, planejando, “quebrando cabeça” para escolher hotéis, decidimos conhecer o Uruguai.
Confira nossa viagem clicando aqui

Foi a primeira aventura oficial. A viagem foi realizada em abril/15 e não conseguimos parar, eu diria que a paixão por viajar apenas cresce a cada viagem, a cada dia, a cada lugar novo que conhecemos!!!

Desde abril/15 temos um total de 15800 km rodados,  seis países, seis estados brasileiros, e já ultrapassamos Onze fronteiras e garanto que vem MUITO mais por aí. Não vamos parar, há muito mais para ver e conhecer, nossa meta é grande “Explorar o continente”.

By: Izac Chapiewski

Curta-nos no Facebook: https://www.facebook.com/iniciativaaventureiros

#Aventureiros #DestinoArgentina #PolíciaCaminera #Leisdetransito

polic_a-caminera

Não é de hoje que se sabe que a polícia sul-americana é corrupta, e quando se trata de estrangeiros viajando por terras “Hermanas” eles fazem de tudo para morder uns pesos, guaranis ou seja qual for a moeda dos turistas! Li diversos relatos em vários blogs e canais de viagens, antes de botar o pé na estrada, e a sensação de ansiedade ao ler os relatos tomou conta de mim. Mas graças à Deus NUNCA tivemos problemas!!!

Já viajamos por terras Paraguaias, Uruguaias e Argentinas. No Uruguai e no Paraguai não fomos parados em nenhuma ocasião. Já na Argentina que era para ser o pior país segundo os relatos, fomos parados duas vezes em nossa ultima viagem, a primeira o guarda nos parou na cidade de Bernardo de Irigoyen, nos perguntou se tínhamos carta verde (seguro obrigatório no Mercosul) mas nem pediu para vê-la e nos deixou seguir.

A segunda vez fomos parados na saída de Puerto Iguazu, o guarda nos solicitou que abríssemos o porta-malas para ver se tínhamos comprado algo no Paraguai, como não tínhamos feito nenhuma compra significativa nos deixou seguir. Resumindo, não tivemos nenhum problema com a Polícia caminera apesar da fama negativa que eles tem.

Confira as exigências para viajar pelos Países vizinhos.

Entrei em contato também com o consulado argentino da cidade de Uruguaiana pelo email: curug@mrecic.gov.ar e solicitei uma declaração em papel timbrado das exigências de trânsito na Argentina. Prontamente me atenderam e enviaram a declaração, imprimi várias vias e levei junto na viagem, caso algum policial corrupto tenta-se me molestar, mesmo eu tendo todos os itens eu apresentaria a declaração e sairia ileso.

carta consulado
Carta Consulado

 Mas fica a dica, se for viajar para a Argentina, além de levar os itens acima que são exigências, sempre leve com você as leis de trânsito impressas ( http://www.insurer.com.ar/leyes/transito.htm ), porque na primeira oportunidade “los Policiales hermanos” vão querer complicar sua vida!!!

#Viajarébarato #Viajarépossível #Aventureiros

by: Izac Chapiewski

Curta nossa Page no Facebook: https://www.facebook.com/iniciativaaventureiros