Arquivo da categoria: Paraná

Parque Estadual de Vila Velha

Localizado na cidade de Ponta Grossa a 117 km da capital paranaense, está o Parque Estadual de Vila Velha. Esta Unidade de Conservação é composta por três principais elementos: Arenitos, que são formações rochosas que apresentam formas variadas, como: a taça, o camelo, entre outras; Furnas, que se caracterizam por grandes crateras com vegetação exuberante e água no seu interior (lençol subterrâneo) e Lagoa Dourada. Nós da Iniciativa Aventureiros fomos conferir mais essa beleza do sul do nosso país!

Saímos com destino ao Parque bem cedo, e as 8h30m chegamos. O acesso é fácil, existem várias placas de indicação da entrada do parque.  Os valores dos ingressos são bem acessíveis:

– Brasileiros:        R$ 18,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
                            R$ 8,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
                            R$ 10,00 (Arenitos)
– Estrangeiros:    R$ 25,00 (Furnas, Arenitos e Lagoa Dourada)
                            R$ 10,00 (Furnas e Lagoa Dourada)
                            R$ 15,00 (Arenitos)

Lembrando que se você é estudante, terá 50% de desconto apresentando a carteirinha.

O horário de funcionamento do parque é das 08h30m às 15h30m diariamente, mas atenção, as terças-feiras o parque é fechado para manutenções. Para mais informações, entre em contato pelo fone: (0** 42) 3228-1138 ou pelo e-mail: agendamento@paranaprojetos.pr.gov.br .

Os passeios são divididos em Lagoa dourada e Furnas e Arenitos, ambos podem ser feitos dentro de uma hora e meia cada. Iniciamos o tour guiado pela lagoa dourada e furnas. O transporte até os atrativos é feito por ônibus com ar condicionado e guia.

Nossa Primeira parada foi na lagoa dourada. A lagoa tem esse nome porque fica dourada com o por do sol, uma ironia na minha humilde opnião, pois o parque fecha as 15h30, impedindo o visitante de conferir esse espetáculo da natureza. A trilha em meio a mata preservada é de encher os olhos. É possível ter um contato direto com natureza:

Após 15 minutos de trilha, seguimos então para as furnas. Esses poços naturais enormes, segundo nossa guia são formados durante milhões de anos, com a infiltração da água da chuva por micro poros causando a erosão das pedras e então o desmoronamento formando as lagoas. São ao todo mais de 8 furnas espalhadas pelo parque, mas a visita é feita apenas em 2 delas. A profundidade ultrapassa os 100 metros.

Até 2001, funcionava um elevador que levava o visitante até o lago, infelizmente para nós e para os futuros visitantes, essa experiência magnífica não pode mais ser sentida. A estrutura do elevador ainda está lá, mas muito precária, para quem tem medo de altura como eu, é um desafio  tanto chegar na borda e olhar para baixo, por isso os créditos da primeira foto acima são da Nicolly.

Abaixo a estrutura do elevador instalado no anos 80, e agora abandonado:

DSC00061

Encerrando o primeiro passeio, fomos até a entrada do parque, e de lá partimos em direção aos arenitos. Diferente do passeios das furnas, esse não tem guia o visitante tem mais liberdade de caminhar em meio aos arenitos. O total da trilha é de 2,7 km de caminhada.

Meio dia em ponto encerramos o passeio, e fomos almoçar. Na saída do parque a direita da rodovia, encontramos uma churrascaria ótima: Girelli’s, e acredite se quiser, mas pagamos apenas R$ 21,00 por um excelente espeto corrido.

Após almoçar, seguimos em direção ao Buraco do Padre, pegamos um desvio de 8 km de estrada de chão, porém bem conservada e trafegável. A entrada custa R$ 10,00 e R$ 5,00 para estudantes e o horário de funcionamento é das 9h às 17h de quartas-feiras a domingos, e é aberto também em feriados. O nome do local está ligado à história dos Padres Jesuítas que lá meditavam. O Buraco do Padre é uma furna que apresenta em seu interior uma imponente cascata de 30m, formada pelo Rio Quebra Perna. Trata-se de uma espécie de anfiteatro subterrâneo. Para acesso à furna é necessário percorrer uma trilha de 1km a pé com presença de obstáculos naturais. O acesso é fácil, mas pessoas com mobilidade limitada podem ter dificuldade em subir nas pedras.

E como sempre temos muita sorte, não haviam muitos turistas no local, pudemos curtir a atração com no máximo 8 pessoas, e quando estávamos saindo chegaram aproximadamente 30 pessoas.

Após a visita, paramos numa fazenda especializada em amoras na saída do parque. Servem diversos pratos com base em amora, ma delícia por sinal e com preço bem acessível. Tomamos um café delicioso e seguimos então para a cidade de Curitiba e então retornamos para casa.

DSC00226
Entrada da Fazenda

O custo da viagem foi relativamente baixo por ser um roteiro curto e de apenas um dia. Gastamos entre gasolina e pedágios R$ 260,00 entradas para os atrativos R$ 112,00 e alimentação média R$ 240,00, totalizando R$ 612,00 ou R$ 153,00 por pessoa.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page no Facebook: Iniciativa Aventureiros

Anúncios

La Expedición 28/12/2015 – Parque das Aves

No dia 28/12 após a visita as Cataratas do Iguaçu, havíamos programado para conhecer o Parque das Aves. Saímos do estacionamento das Cataratas e fomos em busca do Parque das aves. Um erro! O Parque das Aves está localizado a menos de 600 metros da entrada Parque Nacional do Iguaçu, assim tivemos que pagar mais um estacionamento. “Tá” certo, não foi nenhuma fortuna, somente R$ 15,00 a mais, mas fica a dica pra quem vai, os dois passeios podem ser feitos em menos de 4 horas e são muito próximos, escolha um estacionamento e vá andando, assim economiza uma “graninha”.

Chegamos na bilheteria eram aproximadamente 11 horas da manhã,compramos os bilhetes (R$ 30,00 para brasileiros e R$ 15,00 para estudante), e entramos no parque. E que experiência magnifica hein? O Parque das Aves de Foz do Iguaçu é o maior viveiro do mundo especializado em araras, com mais de 1100 animais e mais de 140 espécies, realmente um show!

Segundo os dados passados pelo guia entregue na entrada do parque, cerca de 50% das aves do parque foram resgatadas de maus tratos e do tráfico, e 43 % nasceram no parque.

Além de aves uma variedade enorme de aves, o parque também conta com vários répteis e alguns mamíferos.

O passeio dura em torno de 1 hora e 30 minutos por uma trilha em meio a mata atlântica. Em alguns pontos é possível entrar em contato direto com os animais, em viveiros gigantes onde eles ficam soltos.

Entre as mais de 140 espécies que podem ser encontradas no parque, existem Corujas, Araras, Casuares, Papagaios, Ararajubas, Emas, Urubus, Iguanas, Jacutingas, Saguis, Mutuns, Tachãs, Periquitos, Flamingos, Sucuris, Faisões e muitos mais.

No Final da trilha há um restaurante onde se pode comer. Almoçamos por ali mesmo e saímos em direção a Puerto Iguazu na Argentina onde faríamos o câmbio necessário para a continuidade da viagem.

Para mais informações acesse o Site Oficial do Parque das Aves.

By: Izac Chapiewski

Curta Nossa Page: Iniciativa Aventureiros

La Expedición 28/12/2015 – Cataratas do Iguaçu

Após termos começado a aventura um dia antes do programado no dia 27/12/2015 chegamos em Foz do Iguaçu sabendo que teríamos um dia recheado de coisas para fazer. Nos hospedamos no Hotel Itaipu no centro da cidade. O hotel é bem localizado próximo a fronteira com o Paraguai, e tem ótimo custo benefício.

DSC_8446
Hotel Itaipu

Acordamos cedo, tomamos café e embarcamos rumo à primeira de muitas aventuras em nossa viagem. Do grupo todo, somente eu já conhecia as Cataratas, mas como o passeio por lá é inesquecível sempre vale a pena voltar. E olha que se eu tiver oportunidade de voltar mais uma vez, vou com toda a certeza!!!

DSC00210
Entrada do Parque Nacional do Iguaçu

Chegamos ao Parque Nacional do Iguaçu as 9 horas. A dica é sempre essa: chegar cedo! Enquanto o Doda e a Pri foram estacionar o carro, eu e a Nick fomos segurar lugar na fila da bilheteria. O custo da entrada no parque para brasileiros é de R$ 33,30 por pessoa, e o estacionamento R$ 19,90 por tempo indeterminado. Diferente do ano anterior que ficamos quase 2 horas esperando para entrar, esse ano foi super rápido, em menos de 30 minutos já estávamos embarcando nos ônibus que levam os turistas à trilha das Cataratas.

onibus-cataras-iguacu
Ônibus que lavam à trilha das Cataratas

O ônibus que leva até a trilha das cataratas faz algumas paradas durante o percurso, onde se pode comprar passeios adicionais. Um deles é o Macuco Safari. Iriamos fazer esse, porém o preço estava meio salgado (R$ 200,00 por pessoa) e como havia chovido muito na região ficamos com um pouco de medo devido ao passeio levar os turistas de barco embaixo das quedas. Caso queiram mais informações do passeio acessem o Site Oficial do Macuco Safari.

Enfim após rodar aproximadamente 20 minutos chegamos à trilha das Cataratas e começou o espetáculo da natureza!!!

A trilha tem aproximadamente 1200 metros e é feito em meio a mata com uma vista panorâmica das quedas que não tem preço!!!

Após alguns minutos de caminhada, chegamos a passarela que dá acesso a garganta do diabo, vestimos nossas capas de chuva que levamos de casa, devido aos preços altos que as vendem no parque, algo em torno de R$ 15,00 à R$ 20,00.

Mais alguns minutos de caminhada pela trilha, chegamos ao elevador que dá acesso a saída. A vista que se tem de lá de cima é impagável!

No ano anterior quando fui as Cataratas, haviam muitos quatis espalhados ao longo da trilha esperando uma oportunidade de tirar comida de algum turista desavisado. E achei estranho não ter visto nenhum durante a trilha toda. Não sei se pela temperatura estar mais baixa ou por que dessa vez fomos mais cedo que no ano anterior, mas quando eu estava quase perdendo a esperança de vê-los, já na saída da trilha, eles apareceram:

No fim do passeio ainda vimos um lagarto desfilando sua beleza:

 Agora era voltar para saída do parque e comprar algumas lembrancinhas nas inúmeras lojas disponíveis. Optamos por comprar chapéus, já que iríamos usá-los muitos nos dias que ainda viriam.

Para mais informações Acesse www.cataratasdoiguacu.com.br.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page:Iniciativa Aventureiros

La Expedición 27/12/2015

Se aproximávamos do tão esperado dia 28/12 no qual iriamos partir rumo a maior aventura de nossas vidas!!! Tudo pronto, malas prontas, quando recebo uma ligação do Douglas me convidando para sairmos um dia antes, já no dia 27/12. É claro que eu topei na hora! Afinal já estava super ansioso e contando as horas pra que chega-se logo o  dia 28.

10437687_771145456347792_1489604865825636055_n
Malas Prontas

Eram 16 horas em ponto quando todos fizemos uma breve oração para pedir proteção durante a viagem, afinal não é todo dia que se tem uma rota de aproximadamente 5400 km, e seguir até o primeiro destino: Foz do Iguaçu!

10296926_778728252252963_2002604121601747034_n
La Expedición

Resolvemos ir por dentro da Argentina e assim cortar 80 km e fugir dos pedágios da BR 277 no Paraná. Apesar de serem só dois, os valores são respectivamente de R$ 9,80 e R$ 14,90 (R$ 25,00 em dois pedágios só aqui no Brasil mesmo, mas o valor dos pedágios na Argentina comento em outro post). Chegamos na Fronteira de Bernardo de Irigoyen às 20h30m, fizemos toda a papelada de imigração e saímos rumo à Puerto Iguazu. Não “peraí”. Ainda não tínhamos saído sabe porque? A Cidade é pequena e o GPS deu uma “loquiada” legal e não encontrava a rota de acesso para Puerto Iguazu.

DSC_0639
Fronteira de Bernardo de Irigoyen

Para nossa sorte, encontramos um carro da polícia e fizemos sinal. Fui correndo até eles e pedi como chegar até a rota 101. Estavam em quatro no carro, todos sorriram e falaram “Puede seguir nosostros”. UFAA!! Nos deixaram na rota 101, e então seguimos até Puerto Iguazu.

Pegamos muita chuva na estrada, e por volta das 23 horas chegamos em Foz do iguaçu. Fomos ao Itaipu Hotel onde ficaríamos por duas noites e no dia seguinte a programação estava super cheia, mas os detalhes ficam pro próximo post.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa page: Iniciativa Aventureiros

#Aventureiros #DestinoCataratasdoIguaçu

Cataratas

Um dos principais pontos turísticos do Brasil, as Cataratas do Iguaçu estão localizadas na cidade de Foz do Iguaçu na fronteira com a Argentina (Puerto Iguazu) à 635 km da capital paranaense Curitiba. Um passeio com toda certeza inesquecível!!! Os principais acessos são pelo aeroporto internacional de Foz do Iguaçu, ou por via terrestre pela BR 277.

O preço da entrada (Lado Brasileiro) é de R$ 31,50 para adultos e R$ 8,00 para crianças. O valor do estacionamento é de R$ 19,00. O parque abre diariamente das 9 h às 17 h e toda estrutura foi montada cuidadosamente para que o turista tenha um passeio inesquecível.

Se disponibilizar de tempo, com toda certeza a visita pelo lado argentino também vai valer muito a pena. Os preços são um pouco mais salgados que os do lado brasileiro sendo a entrada 200 pesos algo em torno de R$ 66,00 p/ pessoa e estacionamento 70 pesos – R$ 23,00 (cotação com base em 06/06/15).

Se for à Foz do Iguaçu, não perca a oportunidade de conhecer Ciudad del Este – Paraguai e fazer algumas comprinhas. Conheça a tríplice fronteira, onde Argentina, Paraguai e Brasil se encontram.

Confira o vídeo dessa aventura:

Curta nossa page no Facebook: https://www.facebook.com/iniciativaaventureiros

By: Izac Chapiewski