Arquivo da tag: Custos

La Expedición #Custos da viagem

Chegou a hora de falar de umas das partes que mais preocupam os viajantes. O custo da viagem!!! Após inúmeras perguntas de “Quanto gastaram nessa viagem” aqui vai o post com o descritivo de nossas despesas.

Como sempre, o planejamento e organização fazem parte da Iniciativa Aventureiros. E com a data da viagem marcada, fomos até a fronteira de Bernardo de Irigoyen na Argentina aproximadamente 3 meses antes da viagem para fazermos o câmbio de moeda, já que a cotação estava favorável e com a crise que começou afetar o país, tínhamos que tomar alguma atitude. Na época trocamos pouco mais da metade da quantia que seria necessária por pessoa. O câmbio saiu por 0,255 algo como 4 pesos para 1 real (excelente câmbio já que a cotação oficial da época era 0,39). Com boa parte dos pesos na mão, era somente esperar a data da viagem, trocar mais alguns pesos por garantia e pé na estrada.

Um dos custos pré-viagem foi a aquisição da carta verde, seguro que é uma das Exigências para rodar nos países vizinhos. O custo com nossa corretora foi de US$ 42,19 ou R$ 166,00.

tarjeta-verde
Carta Verde

 

Todos os nossos hotéis foram reservados antecipadamente pelo www.booking.com fazendo com que o preço ficasse mais em conta. Para ver os valores por hotel basta clicar aqui. O Valor total das hospedagens foi de R$ 782,00.

Com estradas em perfeito estado, o único país onde pagamos pedágios nessa viagem foi a Argentina. O pedágio mais caro pagamos P$ 8,00 equivalente a R$ 2,00. O custo total de todos os pedágios da viagem foi de R$ 22,00.

78764w620h450c
Posto de pedágio na província del Chaco

O valor do combustível tanto no Brasil, na Argentina e no Chile é bem parecido, a diferença é de no máximo 12 centavos. Foram utilizados aproximadamente 440 litros de gasolina durante a viagem e o custo total de combustível foi de R$ 1740,00.

DSC01382
Posto Copec em San Pedro de Atacama

Por fim o custo dos passeios. Como não contratamos agência em San Pedro de Atacama, economizamos uma ótima grana, tendo que pagar somente as entradas das reservas nacionais. Para facilitar, já vou descrever os valores todos em reais com base na cotação que fizemos no dia de nossa viagem.

Passeios:

  • Entrada Cataratas do Iguaçu: R$ 33,30;
  • Entrada Parque das Aves (Foz do Iguaçu): R$ 28,00;
  • Passeio da Caravana de lhamas com lanche (Tilcara): R$ 62,50;
  • Entrada Valle de la Luna e Valle de la Muerte (San Pedro): R$ 17,50;
  • Entrada Geysers El Tatio (San Pedro): R$30,00;
  • Entrada Termas Puritama (San Pedro): R$ 88,00;
  • Entrada Pukara de Quitor (San Pedro): R$ 17,50;
  • Total dos passeios pagos: R$ 276,80 por pessoa.

Estacionamentos:

Durante nossa viagem, tivemos que pagar estacionamento somente em Foz do Iguaçu. O valor total foi de R$ 64,00.

Custos a Dividir:

  • Carta Verde: R$ 166,00
  • Hospedagens: R$ 782,00
  • Pedágios: R$ 22,00
  • Combustível: R$ 1740,00
  • Pneus (por conta do imprevisto no deserto) R$ 450,00
  • Estacionamentos: R$ 64,00
  • Total custos a dividir: R$ 3224,00 ou R$ 806,00 por pessoa.

Custos individuais:

  • Alimentação média: R$ 720,00
  • Passeios: R$ 276,80

VALOR TOTAL GASTO POR PESSOA: R$ 1.802,80

E aí achou muito? Lembrando que foram 12 dias de viagem, 4 países e mais de 5600 km rodados. Nesse valor claro que não estão inclusos os custos com lembrancinhas e souvenires, mas o valor não sobe muito. Viajar é possível, basta se programar e juntar uma “graninha”.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page: Iniciativa Aventureiros

Anúncios

La Expedición 03/01/2016 Dia de Bolívia

O terceiro dia do ano foi dia de explorar a Reserva Eduardo Avaroa na Bolívia. Saímos em direção a fronteira que fica cerca de 40 km de San Pedro de Atacama. E já de cara estávamos aos pés de dois vulcões. O Juriques e o Licancabur ambos com quase 6000 metros de altitude.

O Licancabur é considerado o Deus do deserto. Imponente, pode ser avistado de qualquer lugar do Atacama num raio de quilômetros.

DSC00990
Vulcão Licancabur

Mais alguns km rodados e chegamos ao Paso Hito Cajón na Bolívia.

Logo após a entrada na Bolívia, está a localizada a entrada da Reserva Nacional Eduardo Avaroa, onde estão localizadas a Laguna Verde, Laguna Salada, Lagunas Colorada, Arbors de Piedra e o Famoso Salar de Uyuni (maior deserto de sal do mundo). As Paisagens parecem de outro planeta:

O valor da entrada na reserva pode ser pago em Pesos Chilenos, Dólares ou Bolivianos. O valor em bolivianos fica por $ 150,00 algo em torno de R$ 110,00 por pessoa, vale a pena se você tem espírito aventureiro e quer passar alguns dias dentro da reserva, afinal atrativos naturais é o que não falta por lá.

lagunaverdebolivia
Laguna Verde – Bolívia

Retornando a Argentina, tivemos um “probleminha” técnico e acabamos perdendo dois pneus. Isso mesmo DOIS. Mas graças ao bom Deus, nessas horas pudemos ver que ainda há pessoas boas no mundo, e foram inúmeros os carros que pararam para oferecer ajuda, muitos brasileiros, argentinos e chilenos. Queremos aqui agradecer a cada um deles, que de alguma forma nos ajudaram. Um agradecimento especial ao um grande amigo, Alberto, um caminhoneiro peruano que me deu carona até San Pedro, compartilhou suas experiências de mais de 50 anos de estrada, e ao brasiliense Martín e sua esposa, que nos ajudaram a correr atras de uma “gomería” em San Pedro. Também quero citar os amigo chilenos: Mai, José e Jorge, e os gaúchos Silvio e Leandra #DeusAbençoeVocês #Dioslesbendiga .

IMG-20160110-WA0010
Amigos Silvio e Leandra

Graças a esse “perrengue” pudemos fazer várias amizades. Quero citar uma em especial aqui, a boliviana Alejandra Mancilla, que enquanto estávamos aguardando o rapaz arrumar os pneus, foi ao mercado sem eu pedir, comprou água e comida para nós. Quando eu estava saindo da borracharia, veio até o carro e me entregou. Confesso que fiquei muito feliz, por esse simples gesto. Que Deus sempre possa abençoar ela e sua família, “Dios le bendiga Aleja”. E mais uma vez, a todos que nos ajudaram: MUITO OBRIGADO de coração.

Enfim, depois do susto, chegamos à Paso de Jama, fizemos todos os trâmites e estávamos de volta à Argentina. Seguimos viagem até a cidade de Jujuy onde nos hospedamos no hotel Las Lomas à beira da rodovia. o Hotel é muito bom.

No outro dia, seguimos até Resistência onde nos hospedamos no Hotel Covadonga. Um luxo de hotel. E enfim no dia seguinte seguimos viagem até Bernardo de Irigoyen fronteira com Brasil, e pudemos respirar os bons ares brasileiros novamente. Uma aventura sem igual.

No próximo post falarei dos custos de nossa viagem.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page: Iniciativa Aventureiros

La Expedición 02/01/2016 Dia de Geysers e Termas

Depois de se encantar com as paisagens pelo caminho de Paso de Jama à San Pedro de Atacama e conhecer o Valle de la Luna e Valle de la Muerte. Era hora de conhecer um dos principais atrativos turísticos de San Pedro de Atacama. Os geysers del Tatio.

Acordamos cedinho, por volta das 4h30min, e fomos seguindo as diversas vans e carros que vão ao amanhecer aos Geysers. Conforme íamos subindo, a temperatura ia despencando. O termômetro do carro chegou a marcar – 7 º isso porque fomos no verão, e fora do carro por conta do vento a sensação térmica beirava os  – 15 º.

Chegamos ao destino eram quase 7 horas e a mais de 4500 metros de altitude ventava muito, mais iríamos ser recompensados pelo espetáculo da natureza.

Pagamos um total de 5000,00 pesos chilenos (R$27,00) por pessoa para entrar no parque nacional, onde estão localizados os geyseres.

Apesar do frio ser extremo, a vontade é de não sair de lá. Quando vimos um dos geyseres espirrar água fervendo a mais de 5 metros do chão, ficamos encantados:

A região tem inúmeros rios subterrâneos, que são aquecidos devido ao trabalho dos vulcões, o que faz com que a água aquecida suba e exploda saindo pelos buracos do local.

Anexo ao geyseres, existe uma piscina natural com águas que variam de 30 º a 40 º graus. A missão de experimentar a água deixei para os corajosos Doda, Pri e Nick, eu não fui. Com temperatura ambiente de – 7 º ia ser uma delícia sair com o corpo molhado da piscina :p .

Infelizmente, não pude registrar o momento que o Douglas saiu da piscina, mas nunca vi ele correr tanto hahaha :p .

Depois secos e vestidos, seguimos de volta rumo a San Pedro, fazendo várias paradas para fotos. Como de praxe, uma paisagem mais linda que a outra.

Em uma das diversas lagoas a beira da estrada, pudemos observar vários flamingos andinos:

Rodamos mais alguns km, e paramos em Machuca, um pequeno povoado com casas de barro e palha, que encanta pela simplicidade. Aproveitamos e tomamos café por ali mesmo.

Se vai fazer o passeio dos geysers, aproveite e encaixe o das termas Puritama, que ficam quase no mesmo caminho. Eram 11 horas da manhã, e resolvemos aproveitar o tempo livre para fazer esse passeio. A entrada das termas é um pouco cara, mas vale muito a pena. Pagamos um total de 15.000 pesos chilenos por pessoa algo como R$ 88,00.

Muitas pessoas que fazem o passeio de Guatín terminam sendo recompensadas com a chegada nas termas. Mas isso necessita de um preparo físico enorme, pois a caminha é longa pelos “canyons” que dão acesso as terma, e como anteriormente dito, qualquer atividade que exija esforço em grandes altitudes pode acabar com você, então tome cuidado.

Chegamos nas termas, e que águas deliciosas. Quentinhas e como a maioria das águas no Atacama, salgadas.

 Ficamos aproximadamente 3 horas relaxando e aproveitando as termas, e agora viria a pior parte. Subir a montanha!! Chegamos exaustos no carro, parecia que tínhamos caminhado quilômetros. Mas enfim, tudo tem um preço, e o preço de relaxar nas termas, era o sacrifício de ter que subir depois 😦 .

Retornamos a San Pedro de Atacama, compramos pães e bolo gelado e fomos tomar o café da tarde.

Em San Pedro, tudo é caro, comida e água principalmente. Se você tem espírito aventureiro assim como nós, não terá problemas. Mas se não abre mão do luxo, prepare o bolso para gastar muito em comida por lá.

Cuide-se com os guardas também, lá tudo é motivo para multa, seja ultrapassar zonas demarcadas para tirar fotos ou não parar numa placa de pare, mesmo que não esteja vindo ninguém na rua que encontra a sua.

Após tomarmos café, eu e o Douglas fomos abastecer o carro no único posto de gasolina da cidade.

DSC01382
Posto Copec

Até que pra um posto no meio do deserto, a gasolina não estava tão cara, pagamos cerca de R$ 4,05 por litro. Carro abastecido, o Douglas retornou ao hotel, e eu e a Nick, fomos passear pela cidade e comprar umas lembrancinhas.

DSC01383
As ruas de San Pedro são todas assim

No outro dia, teríamos um dia longo…

La Expedición 28/12/2015 – Cataratas do Iguaçu

Após termos começado a aventura um dia antes do programado no dia 27/12/2015 chegamos em Foz do Iguaçu sabendo que teríamos um dia recheado de coisas para fazer. Nos hospedamos no Hotel Itaipu no centro da cidade. O hotel é bem localizado próximo a fronteira com o Paraguai, e tem ótimo custo benefício.

DSC_8446
Hotel Itaipu

Acordamos cedo, tomamos café e embarcamos rumo à primeira de muitas aventuras em nossa viagem. Do grupo todo, somente eu já conhecia as Cataratas, mas como o passeio por lá é inesquecível sempre vale a pena voltar. E olha que se eu tiver oportunidade de voltar mais uma vez, vou com toda a certeza!!!

DSC00210
Entrada do Parque Nacional do Iguaçu

Chegamos ao Parque Nacional do Iguaçu as 9 horas. A dica é sempre essa: chegar cedo! Enquanto o Doda e a Pri foram estacionar o carro, eu e a Nick fomos segurar lugar na fila da bilheteria. O custo da entrada no parque para brasileiros é de R$ 33,30 por pessoa, e o estacionamento R$ 19,90 por tempo indeterminado. Diferente do ano anterior que ficamos quase 2 horas esperando para entrar, esse ano foi super rápido, em menos de 30 minutos já estávamos embarcando nos ônibus que levam os turistas à trilha das Cataratas.

onibus-cataras-iguacu
Ônibus que lavam à trilha das Cataratas

O ônibus que leva até a trilha das cataratas faz algumas paradas durante o percurso, onde se pode comprar passeios adicionais. Um deles é o Macuco Safari. Iriamos fazer esse, porém o preço estava meio salgado (R$ 200,00 por pessoa) e como havia chovido muito na região ficamos com um pouco de medo devido ao passeio levar os turistas de barco embaixo das quedas. Caso queiram mais informações do passeio acessem o Site Oficial do Macuco Safari.

Enfim após rodar aproximadamente 20 minutos chegamos à trilha das Cataratas e começou o espetáculo da natureza!!!

A trilha tem aproximadamente 1200 metros e é feito em meio a mata com uma vista panorâmica das quedas que não tem preço!!!

Após alguns minutos de caminhada, chegamos a passarela que dá acesso a garganta do diabo, vestimos nossas capas de chuva que levamos de casa, devido aos preços altos que as vendem no parque, algo em torno de R$ 15,00 à R$ 20,00.

Mais alguns minutos de caminhada pela trilha, chegamos ao elevador que dá acesso a saída. A vista que se tem de lá de cima é impagável!

No ano anterior quando fui as Cataratas, haviam muitos quatis espalhados ao longo da trilha esperando uma oportunidade de tirar comida de algum turista desavisado. E achei estranho não ter visto nenhum durante a trilha toda. Não sei se pela temperatura estar mais baixa ou por que dessa vez fomos mais cedo que no ano anterior, mas quando eu estava quase perdendo a esperança de vê-los, já na saída da trilha, eles apareceram:

No fim do passeio ainda vimos um lagarto desfilando sua beleza:

 Agora era voltar para saída do parque e comprar algumas lembrancinhas nas inúmeras lojas disponíveis. Optamos por comprar chapéus, já que iríamos usá-los muitos nos dias que ainda viriam.

Para mais informações Acesse www.cataratasdoiguacu.com.br.

By: Izac Chapiewski

Curta nossa Page:Iniciativa Aventureiros

#Aventureiros #Uruguai #RelatodeViagem

Pensando em fazer uma viagem de carro? Que tal Uruguai?

Os aventureiros fizeram essa rota, e desbravaram esse país maravilhoso conhecendo praticamente todos os pontos turísticos que o país oferece. No total foram 970 Km rodados dentro do Uruguai em 2 dias de viagem. Entramos pela fronteira de Artigas, como era véspera de feriado e chegamos por lá já era 16 h da tarde, não encontramos nenhuma casa de câmbio aberta. E agora o que fazer? Felizmente encontramos uma versão do Angeloni no Uruguai, Mercado Ta-Ta que fazia câmbio, conseguimos trocar num câmbio de R$ 7,90 para UR$ 10,00, levamos um pequeno prejuízo mas era o que tínhamos a disposição sem muitas opções. Trocamos um total de R$ 500,00 por pessoa, então ficamos com UR$ 3.950,00 cada.

DSC_0297
Fronteira em Artigas

Se a gente reclama do preço da gasolina aqui no Brasil, coitados dos uruguaios! O litro da nafta (gasolina) por lá é em média UR$ 42,00 pesos, isso numa conversão direta para real sai por nada mais nada menos que R$ 5,32 por litro. Abastecemos somente o necessário, precisamos de 55 litros (R$ 297,00) e pegamos alguns pedágios na Ruta 5 e Ruta 9, tivemos um custo de UR$ 325,00 (R$ 41,00).

IMG-20150403-WA0137
Paso de Los Toros

Passamos 2 noites em solo uruguaio, a primeira noite foi na cidade de Tacuarembó, onde ficamos no hotel Carlos Gardel (http://www.hotelcarlosgardel.com.uy ) e a segunda noite ficamos em Montevideo no Splendido Hotel ( http://www.splendidohotel.com.uy ).

DSC_0306

O custo da primeira noite foi de R$ 189,00 por pessoa (Total para 4: R$ 757,00), um custo relativamente alto, mas o hotel vale a pena ‪#‎Superrecomendamos . Já na segunda noite o custo foi de R$ 98,00 por pessoa (Total para 4: R$ 394,00) infelizmente a experiência dessa noite não foi muito agradável, leia como foi nossa noite em Splendido Hotel, nada esplendido  . O custo referente à alimentação, como cada pessoa tem um gosto, e vai optar por coisas diferentes, não vou colocar aqui, mas recomendo o “chivito” e o “asado” uruguaio.

IMG-20150403-WA0098
Chivito

Total de Custo:

Nafta 55 litros: R$ 297,00
Pedágios: R$ 41,00
Hotéis: 1.151,00
Total Geral: R$ 1.489,00
Total por pessoa sem custo de alimentação (quatro pessoas): R$ 372,25 “esse custo foi em solo uruguaio”

O que fazer em Montevidéu durante o dia?

Sugerimos conhecer o Teatro Solis em “Ciudad Vieja”. É possível fazer o passeio guiado com guia em espanhol ou português. A visita é super bacana, é explicada toda a história do teatro desde sua criação em 1842, e ainda são contadas todas as conspirações por traz do prédio. A visita começa da parte externa do prédio, e logo após entra na sala de espetáculos. Dependendo do dia da visita, ainda pode-se assistir aos espetáculos em cartaz no teatro.

Valores da visitação:

Guia Espanhol: UR$ 20,00 (R$ 2,53);
Guia Português: UR$ 50,00 (R$ 6,32).

Recomendamos a visita guiada em espanhol, mesmo que não seja fluente no idioma, é perfeitamente possível entender todas as explicações do guia, além de ser um contato a mais com a cultura do país.

Passamos um dia todo na capital uruguaia e nos encantamos com tudo o que vimos. Além da educação e cordialidade do povo uruguaio.

No dia seguinte, seguimos viagem pelo litoral uruguaio. Nosso destino era Punta del Este, mas no caminho conhecemos mais alguns pontos turísticos fantásticos.

Enfim após dois dias incríveis em solo uruguaio, seguimos viagem até a fronteira do Chuy rumo a Serra Gaúcha que era nosso próximo destino!!!

Confira os vídeos dessa aventura:

By: Izac Chapiewski

Curta-nos no Facebook: https://www.facebook.com/iniciativaaventureiros

#Aventureiros #DestinoMisiones #Argentina

No último final de semana os aventureiros invadiram a Argentina precisamente a região da província de Misiones em busca de história. Encontramos, e muita!!!

DSC_0639

Entramos pela fronteira de Bernardo de Irigoyen divisa com Dionísio Cerqueira SC, fomos bem tratados pelos fiscais da migración que nos tiraram todas as nossas dúvidas e após 15 minutos estávamos liberados para seguir viagem. O câmbio de reais por pesos fizemos em um mercado passando a aduana, felizmente saímos ganhando, pois a cotação oficial do dia estava 0,34 centavos e no mercado conseguimos por 0,26 centavos. #ficaadica nunca troque o dinheiro no Brasil, troque na primeira cidade da fronteira do país de destino.

Rota Misiones
Rota Misiones

Após realizarmos o câmbio, seguimos viagem ate a cidade de Eldorado onde fizemos uma parada para o almoço. No meio de tantas opções diferentes e aparentemente deliciosas, optei por pollo enrollado, lasaña de berenjenas, pastel de queso e milanesa.

Nossa Primeira parada oficial, foi na cidade de San Ignácio onde pagamos 130 pesos para conhecer as ruínas, algo em torno de R$ 33,80 por pessoa. Eu diria R$ 33,80 muito bem investidos, pois a grandeza e a beleza das ruínas nos encantou!!! Infelizmente não tivemos nossa visita guiada, pois um grupo havia recém saído e teríamos que aguardar aproximadamente 40 minutos até um novo guia chegar, e não disponibilizávamos desse tempo.

Assista também o vídeo:

Seguimos viagem até a cidade de Posadas já na fronteira com o Paraguai, onde passamos à noite. Rodamos na avenida costaneira e ficamos encantados com a vista. Tivemos a oportunidade de ver a seleção argentina perder a copa América para o Chile (gritamos MUuuuuito), mas para nossa sorte os argentinos levaram na esportiva. Passamos a noite no Ri Hotel Posadas, o quarto nos saiu por 800 pesos, R$ 52,00 por pessoa, preço relativamente baixo pelos opcionais, ótimo atendimento e conforto do hotel #Superrecomendado. Fizemos nossa reserva pelo site: http://rihotelposadas.com/

No dia seguinte seguimos viagem até a cidade de Encarnación
Clique e confira e deixamos a cidade de Posadas. Com toda certeza nos deixou com saudade.

Resumindo, nossa experiência em terras “Hermanas” foi incrível. Conhecemos pessoas e lugares fantásticos. Tudo isso com um custo baixo, confira o custo de nossa viagem clicando no link:
Custos

#Viajarépossível #Viajarébarato #Aventureiros

By: Izac Chapiewski

Curta também nossa page no facebook: https://www.facebook.com/iniciativaaventureiros

#‎Aventureiros‬ ‪#‎DestinoParaguai‬ ‪#‎Relatodaviagem‬

O Paraguai é conhecido como paraíso das compras para muitos brasileiros, inclusive eu já trabalhei como “sacoleiro” buscando mercadoria em Ciudad del Este fronteira com o Brasil.

Mas como o foco do blog não é esse, nosso foco não é esse, fomos ao Paraguai em busca de aventura!!! E encontramos!!!

Rota Misiones
Rota Misiones

Entramos no país pela cidade de Encarnación fronteira com a Argentina. Na aduana fizemos todos os procedimentos necessários, vistos, cadastros, etc…

Trocamos pesos argentinos por guaranis com um cambista ali mesmo, após sair da centro de migração. Seguimos viagem até as cidades de Trinidad e Jesús de Tavarangue na província de Itapuá, onde nosso objetivo era conhecer as ruínas jesuítas de ambas cidades.

A primeira parada foi na cidade de Trinidad. Logo na entrada da cidade uma placa indicando que ali existiu uma missão jesuíta. O problema é que só havia aquela placa e mais nenhuma. Nossa sorte é que a cidade é muito pequena, rodamos muito, demos voltas pelas ruínas e não achávamos a entrada. Até que resolvi perguntar para uma jovem onde era a entrada, e ela falando “guarañol” nos explicou. Mesmo com a explicação, ainda demoramos um pouco para encontrar a bilheteria, mas após 20 minutos, enfim encontramos. A entrada para as ruínas nos custou 25.000,00 guaranis algo em torno de R$ 13,00, e nos possibilitou conhecer ambas pelo mesmo preço.

As ruínas nos encantaram pela grandiosidade e beleza. Pudemos observar a riqueza dos detalhes nos desenhos esculpidos pelos índios nas paredes e tetos e que estão conservados até hoje, mais de três séculos depois. Tivemos a companhia de uma guia fabulosa, um moça chamada Romina, que nos encantou pela simpatia e conhecimento sobre ruínas, tirou todas as nossas dúvidas. A simpatia era tanta que arrisquei, e pedi para ela falar algo em guarani, o triste é que não entendi nada.

Veja o recado em guarani:

Entrando em uma das salas da antiga igreja, pudemos observar as ferramentas usadas na época e uma ossada de um índio exposta em acrílico. As paredes segundo nossa guia chegavam a 17 metros de altura, e tinham 5 metros de expusera. Uma das partes mais legais do passeio, foi poder entrar dentro da cripta onde os corpos dos mortos eram dissecados e preparados para as cerimônias fúnebres.

Assista o vídeo:

Após aproximadamente 30 minutos de passeio, nos despedimos de nossa guia e seguimos viagem até a cidade de Jesus de Tavarangue à 12 km de Trinidad para conhecer o que foi a ultima igreja a ser construída no tempo das missões. Segundo nossa guia não chegou a ser terminada, pois os jesuítas foram expulsos das terras paraguaias antes da conclusão da obra. A arquitetura é inspirada em palácios árabes, o que pode ser notado nos desenhos das janelas e portas. Não ficamos mais que 5 minutos nas ruínas, já que nosso cronograma de viagem estava apertado e pretendíamos chegar em casa naquele mesmo dia.

Após conhecer as ruínas seguimos viagem até Ciudad del Este, onde almoçamos e infelizmente ou felizmente não pudemos comprar muito, digo felizmente pois em dias que todo o comércio está aberto por lá, é impossível transitar e a cidade se torna perigosa. Como era domingo e chegamos à cidade já eram 12h 20m a grande maioria das lojas estavam fechadas. Mesmo assim pudemos comprar algumas “coisinhas”.

Resumindo, tivemos uma viagem tranquila, por estradas em ótimo estado (melhores que muitos trechos que pegamos aqui no Brasil ‪#‎ObrigadoPT‬), e vivemos experiências incríveis, conhecendo pessoas e lugares espetaculares!!!

‪#‎ParaguaiDeixouSaudade‬ #DestinoParaguai

By: Izac Chapiewski

Curta nossa page no Facebook: Iniciativa Aventureiros