Arquivo da tag: Flores

#Guatemala – Flores – Petén

Após um dia de viagem por Belize, eu cheguei à Flores na Guatemala, uma cidade linda as margens do lago Petén, um charme. O motorista do ônibus me deixou em frente ao lago para esperar o barco do hotel vir me buscar. O problema é que meu celular estava sem bateria e eu não tinha como avisar que havia chegado hahah. Encontrei um restaurante em frente ao lago, e pedi para carregar meu celular um pouco e também aproveitar o Wi-fi, a moça foi super gentil e deixou. Se fosse no Brasil, já iriam me pedir se eu iria comprar alguma coisa kkkk. Consegui contato com o pessoal do hotel, agradeci a moça e após alguns minutos avistei o Erick, funcionário do hotel acenando de um barco em meio ao lago. O cara é “Muy buena onda” gente boa pra caramba, já me senti em casa, ele já soltou Bienvenido Izac.

O povo guatemalteca é maravilhoso, todos são muito legais, pessoas divertidas, educadas e receptivas… Um país que certamente eu voltarei um dia. Bom, cheguei no hotel, fiz o câmbio de dólar por quetzal (moeda da Guatemala). Consegui um câmbio ótimo 1 dólar = 7 quetzales. Em geral tudo na Guatemala é muito barato, por exemplo o hotel que me hospedei Casa de Grethel paguei Us$ 10,00 por noite, aproximadamente R$ 32,00. O hotel é incrível, de frente para o lago, super confortável com ar condicionado, as travessias de barco até a ilha são gratuitas até as 21 horas e o pessoal que trabalha no hotel é super bem preparado, tive mais contato com o Erick e a Sarai, pessoas incríveis! Além de contar com a praticidade de comprar os passeios e passagens de ônibus diretamente com eles no hotel, me deram toda assistência necessária para minha estadia ser perfeita, super recomendo!!! Enfim, como ainda era muito cedo, tomei um banho e atravessei de barco novamente até a ilha de Flores para conhecer o lugar e comer, porque eu estava com muita fome haha.

Comecei a caminhar pela orla do lago e avistei um TukTuk cara tive que andar naquilo sério, é muito maneiro hahaha.

A cidade parece cenário de filme, muito charmosa, com ruas estreitas e construções coloniais, e a vista para o lago é impagável.

Encontrei umas barraquinhas de comida em frente ao lago e fui tomar meu café da tarde, a culinária guatemalteca é parecida com a mexicana tendo muitos pratos em comum, sei que comi muito bem e paguei 15 quetzales (R$ 6,00). Provei empanada, tacos duros, e tostadas acompanhado de um suco.

P_20170906_164144

Cara, eu amo comer na rua quando viajo, o fato de estar em contato com o povo local, comer como eles comem é uma imersão cultural imensa. Agora se você é do tipo que tem “nojinho” vá comer em um restaurante kkk. Depois de comer chamei o Erick por whatsapp e ele veio me buscar de barco novamente. Fui dormir as 19 horas, bem cedo, pois estava cansado da viagem e no outro dia já tinha programação cedinho.

Como ir de Cancún até Flores na Guatemala!

Bom pessoal, quando eu estava planejando a viagem vasculhei praticamente toda a internet e encontrei pouquíssima informação acerca desse trajeto. As poucas informações que encontrei estavam em inglês ou espanhol e ainda de uma forma não muito clara. Pois bem, no dia anterior visitei as ruínas de Tulum, e ao retornar a Cancún já comprei minha passagem até Belize City pela empresa ADO, paguei 840 pesos. Não encontrei nenhuma forma de ir direto de Cancún até Flores, então tive que comprar separadamente os trechos Cancún-Belize City e depois Belize City-Flores, mas explico bem na sequência.

P_20170906_070227
Ônibus ADO

Fui até o hotel, organizei minhas coisas e a gerente Aida muito cordial, ofereceu o guarda-volume do hotel para eu deixar minha mochila grande, visto que minha ida até a Guatemala seria rápida e não havia necessidade de levar muitas coisas. Não tive custo nenhum em deixar minha mochila no hotel, e segui até o terminal onde meu ônibus saia as 22h15. Chegamos à fronteira do México-Belize aproximadamente às 4 horas da manhã, já havia ouvido falar sobre a corrupção por parte das autoridades mexicanas na fronteira, então fui preparado. E realmente amigos, cobraram uma taxa de Us$ 30,00 para deixar o país, taxa essa inexistente legalmente, ou seja, todo valor arrecadado vai para o bolso deles. Meses antes minha amiga Lívia do Instagram @Liviajando passou pela mesma situação e me contou que um canadense teve que pagar Us$ 50,00 para passar a fronteira, ela passou pagando apenas Us$ 20,00 na época. Um detalhe feio, sobre um país tão lindo, mas enfim, tem que ser falado. Pois bem, dei baixa no México e seguimos até Belize, país de número #9. Chegamos à imigração, uma mulher com uma cara de quem não comia a uns 5 dias. Cara feia, fechada… Em Belize a língua oficial é o inglês, cheguei até o guichê e disse sorrindo “Good morning”, a mulher nem me olhou na cara kkk azar é o dela, perdeu de interagir com uma pessoa super simpática, no caso Eu 😛 . Passaporte carimbado, ajustei o relógio pois em Belize é uma hora a menos que no México e seguimos até Belize City capital do país. Depois de passar a fronteira já não dormi mais, fui contemplando as pequenas cidades do novo país que acabava de conhecer, me encantei com os modelos dos ônibus todos muito coloridos e chamativos.

Chegamos ao terminal ADO da capital eram 6h30 e então conheci meu amigo belizenho Lincoln e sua esposa, que estavam viajando no mesmo ônibus que eu. Duas pessoas incríveis. Ao chegar no terminal ADO, você tem que tomar um táxi para ir até o terminal de Belize, é um lugar de onde saem os barcos para as ilhas Caye Caulker e San Pedro, principais atrativos do país. Ele já me chamou para ir com eles até o outro terminal e pagou o táxi, eu queria dividir e ele me disse que não precisava eu me preocupar. Contei à eles que estava indo à Guatemala, ele já me convidou para conhecer as ilhas quando retornasse, o cara é muito gente boa!

Snapchat-1881497081
Lincoln e sua Esposa

Chegamos ao terminal e meu objetivo era encontrar um ônibus que me levasse até Flores, ali você encontra várias agências que oferecem esse serviço, porém, Belize é um país caro, até por isso não fiquei muito tempo por ali, somente de passagem. A moeda é o dólar belizenho e um dólar americano equivale a dois belizenhos. Conheci o meu “brother” Nicarágua o cara muito gente boa estava vendendo as passagens até Flores, já comprei com ele, me levou a tomar um café da manhã típico belizenho e depois fiquei aguardando o transporte chegar, saia as 10h30 da manhã. Infelizmente esqueci de tirar uma foto com ele. Paguei 50 dólares belizenhos na passagem.

P_20170906_101012
Local onde comprei minha passagem até Flores

Fiquei aguardando por ali até o horário do meu ônibus e aproveitei a tirar algumas fotos da bela vista que se tinha no porto.

Era hora de seguir até a Guatemala, mais algumas horas e estaria pisando no meu país número #10. Durante a viagem conheci uma família de argentinos da cidade de Mendoza, estavam em uma aventura pela América Central, conversamos muito e a viagem se tornou ainda mais agradável.

P_20170906_125857_1_BF_p
Família Buso

Enfim chegamos à fronteira de Belize-Guatemala e fizemos os trâmites de saída do país. Para sair de Belize há uma taxa de B$ 34,00 belizenhos, essa sim existe legalmente, inclusive é emitido um recibo tudo certinho, demos baixa e seguimos a pé até a fronteira, demos entrada na Guatemala e seguimos viagem até Flores.

P_20170906_132909
Fronteira da Guatemala

Bem amigos, se não encontravam nada na internet de como fazer esse trajeto de Cancún até Flores, agora está aqui. Acho que o Iniciativa Aventureiros é o primeiro blog brasileiro a dar dicas sobre esse trajeto, e qualquer dúvida deixe seu comentário. Nos próximos posts vamos falar um pouco sobre a agradável cidade de Flores e sobre o incrível complexo arqueológico de Tikal, fiquem ligados.