Arquivo da tag: Mochilão pelo México e Guatemala

#México #Golfinhos #Cozumel

Olá amigos. Depois de conhecer Tikal e encarar a viagem de volta até o México, percebi que estava entrando na reta final das minhas férias 😥 . Tudo que é bom dura pouco! Nos dois dias que me restavam em Cancún, decidi fazer coisas que não estavam no roteiro original. A primeira delas foi fazer o nado com golfinhos, um dos passeios mais procurados por turistas em Cancún.

Entrei em contato com o Cesar da agência com que fiz o passeio de Chichén Itzá, e consegui um bom preço pelo passeio, paguei 2000,00 pesos mexicanos. O valor é alto, mas comparado as demais agências ficou barato. E pensei comigo, eu estou aqui. Vir até aqui e não ter essa experiência? Bora fazer!!! Usei o cartão de crédito para pagar, sempre deixo a função internacional habilitada para alguma emergência e realmente usei, não em uma emergência, porém em algo que queria muito fazer e não tinha mais dinheiro hahaha.

A interação com os golfinhos dura aproximadamente 1 hora, e sério, esses animais são inacreditáveis! Apesar de não concordar muito com animais presos em cativeiro, eles são maravilhosos, e demonstram um carinho imenso por seus treinadores. A parte ruim do passeio é a exploração do turista. São tiradas várias fotos durante a interação, uma mais linda que a outra. e no final do tour, oferecem a cada um separadamente as fotos. Porém, o preço é absurdo, me pediram quase Us$ 200,00 por 30 fotos, isso é quase R$ 700,00. Eu achei um absurdo o preço, uma exploração! Sou mochileiro, não gasto muito em minhas viagens, deveriam ter mais consideração pelos milhares de turistas que visitam esses parques mensalmente e fazer um preço mais justo, mas isso não cabe a mim. Enfim fiquei com as fotos e vídeos que um rapaz da agência fez para mim, aliás tive que pagar um “caxinha” de 100 pesos pra ele, mas valeu a pena porque os vídeos ficaram legais.

Golfinhos rodando:

Uma das partes mais legais da interação, é quando os dois golfinhos te empurram e  tu tem a sensação de estar voando:

E por fim um show de acrobacias e saltos:

 

Além dos vídeos acima, tivemos muitas outras atividades durante a interação, e reforço que vale muito a pena é um passeio único e você irá se apaixonar por esses animais incríveis!

No dia seguinte, acordei cedo e ainda não tinha nenhuma programação, iria a praia em Cancún e ao mercado municipal para comprar algumas coisas. Porém consegui contato com a Veridiana, que conheci no passeio de Tikal, aquela mesma que fez parte do #AwesomeGroup haha. E me convidou a passar o dia com ela, então tomei uma van e fui até Playa del Carmen, cidade onde ela mora que fica pertinho de Cancún. Paguei 40 pesos para ir. Cheguei lá perto do almoço, e nos encontramos em um restaurante e já conheci o Manuel ou Manu, outra pessoa incrível!! Sempre tenho muita sorte em conhecer pessoas legais em minhas viagens, ainda bem né heehe. Pois bem, almoçamos e fomos até a casa da Veridiana pegar as bicicletas para ir a ilha de Cozumel. Pedalamos muito nesse dia, eu quase morri de calor hhahaa, mas foi um dia maravilhoso, Manu e a Veri são demais, os melhores guias que eu podia ter na ilha ♥. Chegamos até o lugar de onde saem os Ferry boats que levam até a ilha, e meus guias conseguiram “dar o migué” e paguei o preço de um cidadão local. Como turista estrangeiro eu pagaria 300 pesos ida e volta, mas paguei só 140 pesos haahha. Meus guias eram demais, ainda me ensinaram a falar com sotaque de Cidade do México e falaram: Se alguém te perguntar, só diga: Yo soy de DF!! hahah. Enfim entramos no Ferry e a aventura começou, o mar estava bem agitado devido ao furacão que estava próximo dali, e a travessia foi uma aventura:

A travessia dura aproximadamente 20 minutos eu acho, bom não me lembro bem porque estava muito divertido com esses dois haha. Enfim chegamos na ilha.

O calor estava de matar, eu sou da serra catarinense e não estou acostumado com altas temperaturas, imagina pedalando hahaha. Com isso chegamos na ilha e fomos tentar alugar um carro, não conseguimos! Estavam todos ocupados, e precisavam de um cartão de crédito para validar o aluguel, uma burocracia. Seguimos de bike mesmo, até pararmos para comprar água e o Manu encontrou nossa salvação!! Ou melhor a minha salvação, porque eles estão acostumados a pedalar quilômetros de bike e o gordinho aqui não 😀 haha. Um local onde alugam bicicletas elétricas por 200 pesos, eu pagaria até 1000 pesos sério kkk, estava muito calor. O contato da menina da loja de é +52 1 987 115 7808 Jenny, caso esteja em Cozumel e queira aproveitar a ilha paradisíaca andando de bike é só chamar. Andamos alguns quilômetros pela ilha e paramos para jantar em um lugar maravilhoso, com música ao vivo, tudo perfeito, aquele mar, a música, meus amigos, a comida, a cervejaaa. Senhores eu estava de fato no caribe!!!

Pedimos um prato mexicano, e nossa estava divino, uma delícia. Frejoles, nachos, guacamole, tortillas, enchiladas havia de tudo!!

IMG-20170913-WA0073
Nosso jantar

Algumas imagens da ilha:

Com a energia reposta seguimos pela orla da praia mais alguns quilômetros para assistir um espetáculo da natureza, um pôr do sol digno de uma despedida do caribe, já que era meu último dia na região de Quintana Roo.

Aproveitamos a fazer uma fotos desse pôr do sol indescritível:

Mais uma foto em especial simbolizou um dia perfeito, um dia incrível que passei com meus amigos Manu e Veri, Muchas Gracias Amigos!!!

IMG-20170915-WA0072
Manu e Veri e um pôr do sol Indescritível

Após anoitecer retornamos a Playa del Carmen, onde provei as marquesitas, uma sobremesa mexicana deliciosa:

Me despedi dos meus amigos e voltei a Cancún, onde no dia seguinte tinha um vôo cedinho rumo a Cidade do México.

#Guatemala – Tikal

Chegou o dia mais esperado em solo guatemalteca. Conhecer o complexo arqueológico de Tikal!!! Eu havia comprado o passeio para ir ao amanhecer, porém, como fui em baixa temporada, somente eu iria fazer o passeio e a agência optou por trocar o horário. Eu havia pago 100 quetzales a mais para amanhecer nas ruínas, mas o hotel me devolveu o dinheiro, muito sérios e profissionais! Eu comprei tudo diretamente no hotel Casa de Grethel, inclusive a passagem de volta ao México, mas sobre isso falamos depois. Paguei 270 quetzales pelo tour, que incluía transporte, Tour guiado, e entrada ao sítio arqueológico.

Pois bem, acordei cedo às 6h e fui até a frente do hotel aguardar o barco que nos levaria ao outro lado para tomar a van. Conheci a Karyn Melissa, hondurenha que estava hospedada no mesmo hotel que eu, uma pessoa encantadora, conversamos muito e quando vimos já estávamos na entrada do Parque Arqueológico.

IMG-20170907-WA0009
Entrada de Tikal

Paramos para quem não havia comprado a entrada comprar, e seguimos por mais 20 minutos até chegar de fato ao início do passeio. O contraste entre selva e ruínas é mágico, descemos da van e encontramos um grupo de macacos que estavam nas árvores e fomos conferir. Esses animais são territorialistas e quando chegamos próximos a eles, começaram a gritar e jogar frutas, galhos e inclusive cocô, ou merda mesmo kkkk. Havia uma alemã no nosso grupo que ficou toda suja pobrezinha hahah. Uma pena não ter filmado o momento exato em que o macaco acertou ela :/ .

Nosso guia Natanael, um dos melhores guias que já tive, convidou aos falantes de espanhol para acompanhá-lo. E aí se formou o melhor grupo com quem já fiz um tour!! Só gente fera, alegre, galera irada!!! Contava com um representante de cada país. Eu brazuca claro, nosso guia representava a Guatemala,  além de representantes da Bélgica, Alemanha, Peru, com destaque especial aos amigos Juan da Colômbia, Melissa de Honduras, Veridiana do México e Paloma da Espanha. #AwesomeGroup! Passamos horas incríveis juntos, um passeio que ficará na memória pelo lugar e pelas pessoas que me acompanharam!

Friends guatemala
Melhor Grupo!!!

Bora lá então, começamos o tour e nosso guia já comentou que Tikal era a maior cidade do império Maia, e com o passar dos anos a natureza começou a tomar conta e muitas construções estão hoje abaixo de terra e vegetação. Com isso o governo fez um acordo com os arqueólogos, que só puderam catalogar a maioria dessas construções e não realizar escavações para não danificar o ecossistema do local. Em minha opinião, foi uma decisão sábia, pois como citei anteriormente o contraste entre selva e ruínas proporciona ao lugar uma beleza exuberante. Nossa primeira parada foi na floresta e para nossa surpresa conhecemos um morador local, que nos veio dizer “Buenos dias”.

IMG_4332

Infelizmente para mim, eu havia passado repelente para entrar na floresta e a aranha recusou-se a vir comigo :/ . Caminhamos um pouco mais e meio a Selva e pude avistar montanhas de terra sob as construções milenares, um cenário de filme do Indiana Jones hahaha.

IMG_4385
Ruínas cobertas

Em meio a floresta, eis que surgem as pirâmides mais surpreendentes do império maia!!

Estudiosos afirmam que a população de Tikal era de aproximadamente 100 mil habitantes, realmente um número que surpreende. Os dois templos principais foram construídos entre os anos 700 e  800 d.C, ou seja, as construções estão intactas a aproximadamente 1300 anos.

 

Pudemos subir a um dos templos da praça central, e ter uma vista privilegiada do local:

Caminhamos mais alguns metros dentro da selva guatemalteca e nosso guia encerrou o tour, nos despedimos, porém antes tivemos o prazer de subir à pirâmide mais alta da cidade de Tikal, e a vista de cima dela é simplesmente incrível, se podiam ver quilômetros de mata selvagem e o topo das construções mais altas da cidade.

IMG_4396
Tikal

Comecei a fazer um vídeo qualquer ali encima da pirâmide, e sem combinar com ninguém, o vídeo se tornou um dos mais legais da viagem pela espontaneidade da galera. Se juntaram ao nosso #AwesomeGroup alguns israelenses e a bagunça foi garantida.

Próximo às 11 horas encerramos o tour e pegamos a van que nos levou novamente a cidade de Flores. Cheguei no hotel e decidi que iria entrar no México pelo estado de Chiapas e iria conhecer as ruínas de Palenque, porém, um forte terremoto sacudiu a região e tive que mudar meus planos, terremoto esse que pode ser sentido em Flores onde eu estava, mas eu estava dormindo e não vi nada 😀 . No dia seguinte acordei com várias mensagens de amigos no whastapp perguntando se eu estava bem por conta do terremoto, mas graças a Deus não vi e não senti nada mesmo! Então comprei a passagem direto a Chetumal no México e encarei um dia de viagem por Belize novamente. Paguei 270 quetzales de Flores a Chetumal.

P_20170908_091220
Fronteira de Belize

Passei por uma situação desconfortável na fronteira, onde o fiscal me disse que eu não era bem vindo à Belize por estar em trânsito para o México, me falou a seguinte frase em inglês: Se você quer ir ao México, passe por uma fronteira que te leve diretamente ao México, não viaje por Belize. Cara simpático 😀 . Mas isso depois de meu passaporte já carimbado e minha entrada no país autorizada, nem me estressei, e continuei de bom humor. Passando no terminal de Belize City revi meu amigo Nicarágua, e depois de algumas horas de viagem estava em Chetumal no México.

P_20170908_175045
Bienvenido a Mexico

Comprei em Chetumal a passagem até Cancún, pela mesma empresa que fez o trajeto Flores-Chetumal, paguei 500 pesos mexicanos depois de dar uma chorada haha, o cara queria me cobrar 650 pesos, eu falei mas eu já vim até aqui com vocês, me dê um desconto!! E funcionou hehe. Enfim as 23 horas o motorista da van, me deixou em frente ao meu hotel em Cancún, peguei a mina mochila que estava no locker, tomei um banho e fui dormir!!!