Arquivo da tag: Misiones

La Expedición 29/12/2015 Entrando na Argentina

Ainda no dia 28/12 após realizar os passeios das Cataratas do Iguaçu e do Parque das Aves, fomos até Puerto Iguazu em busca de câmbio para dar sequencia na viagem agora em solo Argentino. Infelizmente perdemos quase 3 horas entre entradas e saídas e a busca do melhor câmbio. O câmbio lá na Argentina estava 0,35 centavos, ou 1 real para cada 3 pesos. Desistimos de trocar lá e voltamos ao Brasil. Chegamos em uma lanchonete próxima a fronteira e fizemos o câmbio ali mesmo. Estava 0,25 centavos, ou seja a cada 4 pesos 1 real. Apesar de termos ficado um pouco apreensivos quando vimos muitos homens na frente da lanchonete, correu tudo bem,e saímos tranquilamente de lá.

Devido aos atrasos na fronteira, não pudemos fazer dois passeios que estavam em nosso cronograma, o Templo Budista e o da represa Itaipu. Para mais informações de valores acesse: https://www.itaipu.gov.br/. Quanto ao templo Budista a entrada é gratuita.

Voltamos ao Hotel eram aproximadamente 6 horas da tarde, então fomos comer e no caminho fomos visitar a Mesquita Muçulmana de Foz. Estavam fazendo as orações, devido a isso não pudemos entrar na Mesquita, mas já sentimos a energia do lado de fora. Todos com vestimentas árabes fazendo suas preces e respeitando sua religião.

Depois da visita, seguimos para o hotel e fomos dormir, pois no dia seguinte o trecho seria longo.

Chega então o dia 29/12, saímos cedinho do hotel rumo a fronteira de Puerto Iguazu. A dica é essa, sempre para passar uma fronteira esteja cedo. Lembra das 3 horas perdidas no dia anterior? Se tornaram 20 minutos. Isso mesmo em 20 minutos já havíamos feito a imigração e estávamos na rota 12 rumo a Resistência capita da Província del Chaco.

Atravessamos a província de Misiones na Argentina a qual eu já conhecia de uma outra viagem, e tivemos 2 paradas policiais, acreditem ou não as únicas da viagem toda! Chegando na cidade de Posadas, atrasamos o relógio em uma hora, para irmos nos habituando ao novo fuso horário e paramos para fazer algumas fotos.

A cidade de Posadas faz Fronteira com Encarnación no Paraguai, já havíamos passado essa ponte quando fomos conhecer as Ruínas Guaranis.

Após algumas fotos fomos em busca do tão famoso “asado” argentino, muitos dizem que é o melhor churrasco do mundo. Infelizmente tenho que descordar, realmente carne é maravilhosa, mais ainda prefiro a picanha brasileira. Comemos no “El Rancho” em frente ao monumento del índio.

Confesso que nesses 12 dias de viagem, senti muita falta do bom arroz e feijão brasileiros, coisa que lá fora NÃO existe!! Bom, seguimos viagem então até nossa primeira parada oficial na Argentina, a capital del  Chaco Resistência. Ainda passamos pela província de Corrientes e conhecemos a sua capital.

IMG_6526
Ponte de Fronteira das províncias Del Chaco e Corrientes

Estávamos um pouco apreensivos, devido as fortes chuvas na região que causaram várias inundações, mas graças a Deus correu tudo bem. Chegamos em Resistência cedo, por volta das 17 horas, fomos ao hotel e fizemos o check-in. Nosso hotel foi o Casa Mia, também com ótimo custo benefício no centro da cidade.

DSC_8453
Casa Mia Hotel

Após tomarmos um banho gelado, por que a temperatura por lá beirava os 40 º graus , fomos caminhar pela cidade e comprar algumas “coisinhas”.

Uma das coisas que mais se estranha na Argentina, é o trânsito. É raríssimo ver alguém de moto com capacete, e as vezes é possível ver até 4 pessoas em uma única moto. “Coisa de loco”.

20151229_195303

Retornamos ao Hotel já eram quase 22 horas, fomos dormir cedo porque no dia seguinte teríamos um dos dias mais cansativos da viagem!

By: Izac Chapiewski

Curta nossa page: Iniciativa Aventureiros

Anúncios

#Aventureiros #DestinoMisiones #Argentina

No último final de semana os aventureiros invadiram a Argentina precisamente a região da província de Misiones em busca de história. Encontramos, e muita!!!

DSC_0639

Entramos pela fronteira de Bernardo de Irigoyen divisa com Dionísio Cerqueira SC, fomos bem tratados pelos fiscais da migración que nos tiraram todas as nossas dúvidas e após 15 minutos estávamos liberados para seguir viagem. O câmbio de reais por pesos fizemos em um mercado passando a aduana, felizmente saímos ganhando, pois a cotação oficial do dia estava 0,34 centavos e no mercado conseguimos por 0,26 centavos. #ficaadica nunca troque o dinheiro no Brasil, troque na primeira cidade da fronteira do país de destino.

Rota Misiones
Rota Misiones

Após realizarmos o câmbio, seguimos viagem ate a cidade de Eldorado onde fizemos uma parada para o almoço. No meio de tantas opções diferentes e aparentemente deliciosas, optei por pollo enrollado, lasaña de berenjenas, pastel de queso e milanesa.

Nossa Primeira parada oficial, foi na cidade de San Ignácio onde pagamos 130 pesos para conhecer as ruínas, algo em torno de R$ 33,80 por pessoa. Eu diria R$ 33,80 muito bem investidos, pois a grandeza e a beleza das ruínas nos encantou!!! Infelizmente não tivemos nossa visita guiada, pois um grupo havia recém saído e teríamos que aguardar aproximadamente 40 minutos até um novo guia chegar, e não disponibilizávamos desse tempo.

Assista também o vídeo:

Seguimos viagem até a cidade de Posadas já na fronteira com o Paraguai, onde passamos à noite. Rodamos na avenida costaneira e ficamos encantados com a vista. Tivemos a oportunidade de ver a seleção argentina perder a copa América para o Chile (gritamos MUuuuuito), mas para nossa sorte os argentinos levaram na esportiva. Passamos a noite no Ri Hotel Posadas, o quarto nos saiu por 800 pesos, R$ 52,00 por pessoa, preço relativamente baixo pelos opcionais, ótimo atendimento e conforto do hotel #Superrecomendado. Fizemos nossa reserva pelo site: http://rihotelposadas.com/

No dia seguinte seguimos viagem até a cidade de Encarnación
Clique e confira e deixamos a cidade de Posadas. Com toda certeza nos deixou com saudade.

Resumindo, nossa experiência em terras “Hermanas” foi incrível. Conhecemos pessoas e lugares fantásticos. Tudo isso com um custo baixo, confira o custo de nossa viagem clicando no link:
Custos

#Viajarépossível #Viajarébarato #Aventureiros

By: Izac Chapiewski

Curta também nossa page no facebook: https://www.facebook.com/iniciativaaventureiros

#‎Aventureiros‬ ‪#‎DestinoParaguai‬ ‪#‎Relatodaviagem‬

O Paraguai é conhecido como paraíso das compras para muitos brasileiros, inclusive eu já trabalhei como “sacoleiro” buscando mercadoria em Ciudad del Este fronteira com o Brasil.

Mas como o foco do blog não é esse, nosso foco não é esse, fomos ao Paraguai em busca de aventura!!! E encontramos!!!

Rota Misiones
Rota Misiones

Entramos no país pela cidade de Encarnación fronteira com a Argentina. Na aduana fizemos todos os procedimentos necessários, vistos, cadastros, etc…

Trocamos pesos argentinos por guaranis com um cambista ali mesmo, após sair da centro de migração. Seguimos viagem até as cidades de Trinidad e Jesús de Tavarangue na província de Itapuá, onde nosso objetivo era conhecer as ruínas jesuítas de ambas cidades.

A primeira parada foi na cidade de Trinidad. Logo na entrada da cidade uma placa indicando que ali existiu uma missão jesuíta. O problema é que só havia aquela placa e mais nenhuma. Nossa sorte é que a cidade é muito pequena, rodamos muito, demos voltas pelas ruínas e não achávamos a entrada. Até que resolvi perguntar para uma jovem onde era a entrada, e ela falando “guarañol” nos explicou. Mesmo com a explicação, ainda demoramos um pouco para encontrar a bilheteria, mas após 20 minutos, enfim encontramos. A entrada para as ruínas nos custou 25.000,00 guaranis algo em torno de R$ 13,00, e nos possibilitou conhecer ambas pelo mesmo preço.

As ruínas nos encantaram pela grandiosidade e beleza. Pudemos observar a riqueza dos detalhes nos desenhos esculpidos pelos índios nas paredes e tetos e que estão conservados até hoje, mais de três séculos depois. Tivemos a companhia de uma guia fabulosa, um moça chamada Romina, que nos encantou pela simpatia e conhecimento sobre ruínas, tirou todas as nossas dúvidas. A simpatia era tanta que arrisquei, e pedi para ela falar algo em guarani, o triste é que não entendi nada.

Veja o recado em guarani:

Entrando em uma das salas da antiga igreja, pudemos observar as ferramentas usadas na época e uma ossada de um índio exposta em acrílico. As paredes segundo nossa guia chegavam a 17 metros de altura, e tinham 5 metros de expusera. Uma das partes mais legais do passeio, foi poder entrar dentro da cripta onde os corpos dos mortos eram dissecados e preparados para as cerimônias fúnebres.

Assista o vídeo:

Após aproximadamente 30 minutos de passeio, nos despedimos de nossa guia e seguimos viagem até a cidade de Jesus de Tavarangue à 12 km de Trinidad para conhecer o que foi a ultima igreja a ser construída no tempo das missões. Segundo nossa guia não chegou a ser terminada, pois os jesuítas foram expulsos das terras paraguaias antes da conclusão da obra. A arquitetura é inspirada em palácios árabes, o que pode ser notado nos desenhos das janelas e portas. Não ficamos mais que 5 minutos nas ruínas, já que nosso cronograma de viagem estava apertado e pretendíamos chegar em casa naquele mesmo dia.

Após conhecer as ruínas seguimos viagem até Ciudad del Este, onde almoçamos e infelizmente ou felizmente não pudemos comprar muito, digo felizmente pois em dias que todo o comércio está aberto por lá, é impossível transitar e a cidade se torna perigosa. Como era domingo e chegamos à cidade já eram 12h 20m a grande maioria das lojas estavam fechadas. Mesmo assim pudemos comprar algumas “coisinhas”.

Resumindo, tivemos uma viagem tranquila, por estradas em ótimo estado (melhores que muitos trechos que pegamos aqui no Brasil ‪#‎ObrigadoPT‬), e vivemos experiências incríveis, conhecendo pessoas e lugares espetaculares!!!

‪#‎ParaguaiDeixouSaudade‬ #DestinoParaguai

By: Izac Chapiewski

Curta nossa page no Facebook: Iniciativa Aventureiros